quinta-feira, 15 de setembro de 2011

DIANTE DA DÚVIDA



Acordou com ares de Shopenhauer, tristinha, tristinha. Acometida de uma crise existencial não sabia se existia de fato, ou se era a própria verdade das suas mentiras. Não sabia se admitia ou disfarçava que era todas as personagens de sua ficção. Mas, como saber? – Indagou-se. Levada por uma dúvida hamletiana, optou por voltar pra cama... dormir... dormir... sonhar...

6 comentários:

  1. E fez muito bem! Lindo! beijos,ótimo dia, bem acordada!!!

    ResponderExcluir
  2. E assim eu faço...sempre.
    beijo te amo

    ResponderExcluir
  3. Gosto às vezes de mergulhar no insensato sem armaduras...e depois durmo feliz.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. viver é melhor, Zélia!
    E é vivendo que a gente pode dormir, dormir... sonhar!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, Zelinha! Amore mio, não consigo mais localizar seu Blog, através do Painel, ele não existe. Suei hj para encontrá-lo de outra forma. Passei pra lhe desejar um dia lindo. Vou ao dentista e voltarei mais tarde, lá no RL tb. Bjks.

    ResponderExcluir
  6. Às vezes é o melhor remédio, dormir pode ser revigorante....rsrs.

    Bom fim de semana p/ você!

    Beijos,
    Fá!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...