terça-feira, 26 de julho de 2011

A REALIDADE DO POETA


Dizia-se poeta, mas sem pecado pra confessar, dores e tristezas pra suportar, de amores pra falar, achava difícil poetizar. A realidade lhe roubava a fantasia e a fantasia é a realidade do poeta.
 

10 comentários:

  1. Bom dia,Zélia!!

    Que lindo...que bom que ainda assim, a poesia sempre acha um caminho...
    Beijos!!Lindo dia pra ti!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Zelia, teu blog também tem um pontinho e acabei achando que era da Yasmine rsss mas o que escrevi vale pras duas
    Mais um profundo pensamento teu, a fantasia também é a inspiração do poeta
    Parabéns pelo dia do Escritor ontem, afinal todos o somos né amiga?
    Deixo pra ti um poema que fiz sobre os poetas, beijosss
    A voz dos Poetas
    Em rimas e versos expressamos
    a nossa visão do mundo
    mas nem sempre conseguimos
    tocar os corações a fundo

    Mesmo assim continuamos
    poetando com dedicação
    como ninguém analisamos
    sentimentos do coração

    Nossas linhas são singelas
    rebuscadas de ensinamentos
    e repletas de encantamentos

    Somos assim uma grande família
    de escritores, poetas e amantes
    que escrevem com alma e maestria.
    Isa Mar

    ResponderExcluir
  4. Puxa Isa, que bonito! Sim, nós poetas formamos uma grande familia cujo pensamento é tornar a realidade em sonhos e tocar o coração das pessoas que tem setimentos. beijo e obrigada e parabéns pra você também pelo dia de ontem. zélia

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, mas nem todos se julgam poetas, mas em delirios e devaneios, se encontram quando escrevem e soltam suas fantasias aosa quatro ventos...Temos e que manter realidade e fantasia nos seus devidos lugares para nao magoar o proprio coração...bjin, e fique com DEUS!

    ResponderExcluir
  6. Suas palavras sempre fluem confortavelmente dentro de mim.

    Beijao.

    ResponderExcluir
  7. Será??? Não achei que a fantasia tenha sido perdida não... O poema e a poeta se encontram nessas linhas muito bem definidas, ora essa! Zelinha, não consegui entrar hj em sua escrivaninha, a porta não quis abrir pra mim. BAti, bati, mas ninguém atendeu... Snif... snif... Mais tarde vou voltar lá, deixe a porta destrancada, viu? Bjão, Milla

    ResponderExcluir
  8. O poeta pode até perder a fantasia, mas ela reaparece até ao olhar uma flor...um beijo,chica

    ResponderExcluir
  9. UM caso difícil né amiga!
    Beijos,
    Carla

    ResponderExcluir
  10. Se não houver uma gota de choro, as "coisas" não fluem...
    beijo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...